Scroll to top
21BRZ - Comunicação e Marketing

Eventos online: como criar demanda, gerar leads e vender com mais facilidade

Eventos online: como criar demanda, gerar leads e vender com mais facilidade

Eventos online exercem a função de gerar compromisso com o cliente, de modo que decidam entregar a atenção em prol de algum benefício muito claro

Estamos numa época de incontáveis estímulos, que recebemos cotidianamente, e que disputam nossa atenção segundo a segundo. Basta olhar, por exemplo, para a realidade das mídias sociais: uma média global aponta que as pessoas gastam 150 minutos por dia com as novas mídias.

Cada minuto gasto em uma mídia social é responsável por dezenas de novas informações consumidas, que vão desde o post do amigo que está viajando, passam por notícias factuais, e esbarram nas propagandas em diversos formatos.

Atenção, portanto, é algo muito difícil de conquistar em um mundo cada vez mais saturado de estímulos e informação, que resulta em mentes cada vez mais relapsas e menos dada à concentração. 

Chegamos ao ponto, por exemplo, de o volume diário de conteúdo não caber mais nas 24 horas disponíveis: usuários exploram cada vez mais o recurso de aceleração dos vídeos e podcasts.

O site Pocket Casts fez o cálculo do quanto a aceleração de conteúdo representa no volume total de conteúdo consumido: se uma pessoa escuta 10 horas de áudio ao longo da semana e ativar a função de aceleração, terá 66 minutos a mais de conteúdo. Ou seja, são 11% a mais de conteúdo toda semana.

Uma das alternativas para que empresas consigam conquistar a atenção dos clientes é o marketing de eventos, ou seja, utilizar eventos para atrair, engajar, relacionar e vender para clientes.

Este post, portanto, não falará de marketing para eventos, ou seja, marketing para divulgar eventos. Aqui, falaremos dos eventos online como ferramentas de marketing para atrair mais clientes para a empresa.

O que é marketing de eventos online?

Eventos online exercem a função de gerar compromisso com o cliente, de modo que decidam entregar a atenção em prol de algum benefício muito claro. Por exemplo: uma empresa que trabalha com distribuição de bebidas e que deseja realizar uma comunicação para donos de estabelecimentos, poderia fazer a “Semana do Bar de Sucesso”, cujo benefício será: “Aprenda a vender mais e fidelizar clientes em 5 aulas gratuitas”.

Por que utilizar eventos no marketing?

Já citamos a necessidade de conquistar a atenção do consumidor e propomos os eventos online para isso. No entanto, existem outros benefícios diretos na utilização de eventos para captar leads e manter um relacionamento com eles. Confira:

Entrega de bom conteúdo é sinônimo de reciprocidade

Um evento é capaz de explorar um dos recursos persuasivos mais poderosos da comunicação: a reciprocidade. Na experiência de receber algo de valor da empresa, como um café ou uma palestra, por exemplo, o público do evento se sente servido, criando um sentimento de gratidão com relação à empresa.

Quem fala é visto como referência

Ainda como resultado de um conteúdo de qualidade compartilhado por meio do evento, a autoridade da empresa é construída frente ao público. Isso acontece por uma razão simples: quando você vê alguém falando sobre um assunto, e com propriedade, você passa a ver essa pessoa como referência no assunto.

A autoridade, portanto, é um dos ativos mais importantes que uma empresa pode construir e os eventos permitem isso.

Empresas e personalidade mais próximas

O marketing caminha, cada vez mais, para a humanização e personalização da comunicação. Ou seja, ainda como uma evolução às mudanças causadas pela tecnologia, as empresas estão quase obrigadas a investir na proximidade com o cliente.

Eventos online: tipos de eventos possíveis

Semana ou Desafio

O primeiro modelo está bastante em alta: consiste em promover semanas temáticas com um alto volume de entrega de conteúdo. Por exemplo: “Semana do Marketing”, “Semana dos Restaurantes”, “Semana da Psicologia”, entre outras.

Webinar

Um outro formato, mais clássico, é o webinar, que consiste em uma única aula com muitos gatilhos mentais e um pitch de vendas ao final. Para a realização do webinar, é importante que se faça uma captação de leads anterior à realização do evento.

Lives

Um outro formato bem mais simples de realizar são as lives: no Youtube ou Instagram, a empresa ou o profissional realiza uma ou mais lives de entrega de conteúdo, sempre com um pitch de vendas ao final.

Lives com convidados

No mesmo modelo de lives, as lives com convidados contam com a participação de pessoas com notória autoridade no nicho onde se pretende vender. É uma ótima opção para empresas e profissionais que estão no começo da produção de conteúdo.

A importância da venda: construindo uma boa oferta

Para que o evento online cumpra com seu objetivo comercial, é essencial que, ao final do evento, se faça uma oferta irresistível, ou seja, necessita falar tão bem ao coração do cliente a ponto dele não conseguir dizer não para aquilo que é proposto. A seguir, reunimos algumas das características presentes em uma oferta irresistível: 

Benefício Claro

Em primeiro lugar, uma oferta irresistível contém um benefício forte, ou seja, propõe uma transformação radical e significativa na vida do cliente. Neste ponto, é importante lembrar e recordar que nunca se vende o colchão, mas a noite de sono. Queremos dizer, com isso, que o foco da oferta não é o produto, mas aquilo que ele proporciona.

Crível

Apesar de ser muito forte, a promessa também precisa conter uma certa carga de credibilidade, ou seja, não pode parecer impossível. Nos casos onde possa haver este tipo de desconfiança, é importante utilizar os gatilhos da prova e da prova social.

Justificativa

Um recurso muito eficiente para a construção da oferta está na justificativa: é importante dar razões para a condição proposta, preço praticado ou qualquer outro elemento da oferta. Pessoas buscam por justificativas, sejam elas verdadeiras ou não.

Conexão

A oferta precisa, de alguma maneira, falar ao coração da audiência. A conexão é um elemento central para despertar o potencial de compra do consumidor. Recursos emocionais, portanto, ganham espaço nesta fase da oferta.

Bom Produto

No entanto, de nada adianta uma oferta muito bem construída sem um produto satisfatório. E, tão importante quanto ter um bom produto, está em saber como comunicar a qualidade do produto.

Bônus

Junto ao produto principal, a oferta pode ser constituída adicionando bônus caso o cliente efetive a compra. Em alguns casos, os bônus são tão ou mais desejados que os produtos principais. Além disso, quanto melhor o bônus, mais o valor percebido aumenta e o cliente estará disposto a pagar.

Condições de Pagamento

Um fator que influencia muito na decisão de compra e, portanto, também deve integrar a oferta, são as condições de pagamento. Deixar claro que o cliente tem a possibilidade de parcelar a compra, por exemplo, motiva aqueles que criaram a objeção de compra: “Não tenho dinheiro para pagar à vista”.

Tempo limite

Um dos itens prioritários para a construção da oferta consiste em definir um tempo limite para a oferta, que também é conhecido como gatilho mental da urgência, ou escassez do tempo.

A limitação de tempo (ou urgência) tira o consumidor da zona de conforto e procrastinação, levando-o a tomar a decisão.

Desconto (opcional)

Por fim, você pode adicionar descontos em sua oferta. Embora não seja obrigatório, associar o desconto com a limitação de tempo é um forte impulsionador e incentivador para que o cliente aceite a proposta.

A oferta ao final do evento

Para que o evento cumpra com os objetivos pretendidos, é necessário que, ao final, seja realizada uma oferta capaz de mover o cliente a tomada de decisão, ou seja, despertar o desejo de comprar o produto. Para isso, temos um post completo sobre a construção de oferta, confira:

<<< Oferta irresistível: Como criar e não errar >>>

Posts relacionados