Scroll to top
21BRZ - Comunicação e Marketing

Como produzir conteúdos a partir da definição do Tom de Voz

Como produzir conteúdos a partir da definição do Tom de Voz

A produção de conteúdo tem, cada vez mais, tomado o centro das estratégias digitais das empresas de todos os setores. No entanto, o conteúdo conta com nuances importantes e que não podem ser ignorados. Uma destas nuances, por exemplo, está no tom de voz, que explicaremos sua importância e, também, como aplicá-lo à produção de conteúdo.

O Que É Tom de Voz?

O tom de voz é a personalidade e identidade de uma empresa que é expressa na linguagem de toda a organização. Tom de voz é a maneira como são comunicados os posts das redes sociais, o outdoor, o post no blog e, principalmente, como o cliente é atendido no chat do site ou whatsapp, por exemplo.

Em resumo, todos nós, enquanto pessoa, temos um tom de voz, ou seja, um estilo de fala e comunicação. Este estilo é influenciado pelo regionalismo, criação familiar e interações sociais. No caso de uma empresa, deve ser construído estrategicamente levando em consideração a imagem que a marca pretende transmitir para o público.

Por isso, o tom de voz está intimamente ligado ao branding, ou seja, a gestão da marca e sua imagem.

Qual a Importância do Conteúdo?

Se você está aqui, com certeza já entendeu a importância do conteúdo para a sua marca ou empresa. Existem diversos benefícios de investir em conteúdo e o objetivo deste post não é focar nisso. No entanto, alguns deles são:

Atrair Clientes Sem Tanto Esforço De Mídia

Pessoas odeiam anúncios. Não é à toa que a instalação de softwares que bloqueiam anúncios têm crescido na internet. Ou ainda que o Youtube lançou um serviço de assinatura onde o usuários navega pelas soluções da plataforma sem anúncios.

O conteúdo, portanto, é uma maneira da marca garantir presença junto aos consumidores, sem o uso excessivo de publicidade.

Aumentar O Nível de Consciência

O Nível de Consciência do seu cliente diz respeito ao quanto ele está ou não preparado para compra. Basicamente, existem 5 níveis de consciência na mente do seu consumidor:

  • Alheio: Não conhece sua marca, muito menos o seu produto;
  • Consciente do Problema: Sabe que tem um problema, mas não conhece a solução (por exemplo: um empreendedor SABE que precisa vender mais, mas não sabe como);
  • Consciente da Solução: Sabe que há solução para seu problema, mas não sabe qual é a melhor (por exemplo: para aumentar as vendas, o empreendedor pode considerar uma mentoria, um curso, uma palestra. A dúvida entre o quê escolher está nesse nível de consciência);
  • Consciente do Produto:  Já decidiu pela solução, agora busca um produto para isso (por exemplo: o empreendedor já decidiu fazer um curso, mas não sabe qual);
  • Interessado: Está convencido de qual curso deseja, e espera uma oportunidade.

O conteúdo é capaz de conduzir o cliente de uma fase à outra, aumentando o nível de consciência por meio de informação de valor.

Gerar Valor Preparando Para A Oferta

Uma oferta não pode ser feita a qualquer momento, muito menos para qualquer pessoa. Preparar o prospect para receber a oferta é essencial dentro do processo de marketing e comunicação. Esse é um processo básico, conhecido por qualquer equipe comercial.

O conteúdo agrega valor, aquecendo o lead para a venda. Ele também está associado à construção de autoridade da marca junto ao cliente. Quanto mais uma empresa FALA do seu mercado, mais reconhecida ela será 

Relacionar Com Clientes Atuais

Se sua empresa não tem problemas na captação de novos clientes, mas precisa melhorar a retenção, o marketing de conteúdo pode te ajudar no relacionamento com os atuais clientes. Um exemplo disso, na prática, é a 21BRZ, que envia, mensalmente, um conteúdo exclusivo com atualizações do mercado e materiais da agência para clientes e leads que já estão em nossa lista.

Qual a Importância do Tom de Voz?

O tom de voz, por sua vez, é importante para que a marca saiba o jeito certo de falar com o cliente. Você já deve ter conhecido alguém que, por mais intencionado que seja, tem dificuldade de comunicar-se e, por vezes, é prejudicado por isto.

Algumas empresas também sofrem com isso: por mais que tenham uma boa construção de oferta, produtos ótimos e resolvam problemas reais, elas não sabem comunicar, e perdem muito com isso.

Como o Conteúdo e o Tom de Voz se Relacionam?

O conteúdo, portanto, deve seguir o estilo comunicacional da marca, ou seja, obedecer ao guia de estilo e fórmulas de escrita a expressão. É importante lembrar, no entanto, que o estilo não é único, mas deve adaptar-se a situações específicas. Apesar de não haver uniformidade, deve ser observada a unidade da comunicação, ou seja, ainda que hajam diferenças em comunicações específicas, elas devem ter um ponto de convergência que, obviamente, diz respeito ao tom de voz.

O que deve ser considerado, no momento da redação ou criação de conteúdo, são os seguintes elementos:

  • Qual o tipo de material/conteúdo?
  • Para QUEM é destinado?
  • Qual o sentimento que pretende-se gerar?
  • Qual o tom de voz utilizado?

Como Encontrar o Tom de Voz da Marca?

O tom de voz diz respeito a adjetivos creditados ao seu modo de falar, por exemplo: Útil, informativo e claro.

Ou seja, são classificações que devem ser observadas durante toda a produção. Alguns exemplos são:

  • Claro;
  • Conciso;
  • Útil;
  • Humano;
  • Amigável;
  • Espontâneo;
  • Divertido;
  • Jovem;
  • Moderno;
  • Inovador;
  • Acessível.

Um recurso interessante para conseguir expressar o tom de voz de maneira assertiva é por meio da construção da Brand Persona, ou seja, de um personagem que simboliza a marca, útil para pensar a marca como alguém.

A brand persona é influenciada pelos valores da marca, e também por seus objetivos de comunicação. A 21BRZ, por exemplo, tem uma brand persona muito clara:

  • A 21BRZ tem 30 anos, é uma pessoa super entusiasmada e adora trabalhar. Evita palavras complicadas, gosta de ser entendida por todos. Compartilhar conhecimento é o sangue que corre em suas veias. Mas isso só acontece porque ela entrega todo o ser dela no trabalho do dia-a-dia.

Observe que cada detalhe dessas linhas expressam, de algum modo, o modus operandi da agência. O tom de voz é influenciado por isso também: na maioria de nossos conteúdos, utilizamos o tom “linguagem não técnica, porém informativa”.

Depois de abrirmos a caixa de pandora da agência e revelar detalhes internos de nossa comunicação, recomendamos que você baixe nosso e-book para aprofundar ainda mais em suas estratégias de comunicação e marketing. Para baixar, clique no botão abaixo:

Posts relacionados