Scroll to top
21BRZ - Comunicação e Marketing

Fundamentos do Marketing: O Que Todos Deveriam Saber

Fundamentos do Marketing: O Que Todos Deveriam Saber

Os fundamentos são aqueles conceitos essenciais que todo profissional ou gestor deveria saber. 

Seja você um gestor, profissional ou empreendedor, revisitar os fundamentos do marketing é essencial para desempenhar com sucesso as atividades mais básicas de marketing. Neste post, abordaremos alguns dos principais conceitos básicos que todo mundo deveria saber sobre o assunto.

A Importância do Marketing

O marketing é essencial para qualquer empresa. Sua importância pode ser entendida a partir da geração de valor sobre o produto e a busca e fidelização de clientes. Ao contrário do que muitos pensam, a finalidade do marketing não é vender, mas sim gerar valor para o cliente.

A venda, portanto, é uma consequência da geração de valor. 

A geração de valor, por sua vez, se dá por meio da identificação e satisfação de necessidades, de modo a gerar lucro para a empresa. Abraham H. Maslow, psicólogo americano, organizou as necessidades humanas a partir de uma hierarquia. Dispomos esta organização a seguir, na ordem das mais essenciais para as menos essenciais:

  • Necessidades fisiológicas: respiração, alimentação, sono, etc.;
  • Segurança: anseio por estabilidade, manutenção, segurança do corpo e bens e manutenção dos bens afetivos atuais;
  • Amor/relacionamento: necessidades afetivas, vida em família, amizades, etc.;
  • Estima: Respeito, reconhecimento e prestígio;
  • Realização pessoal: melhora na própria humanidade, evolução pessoal, etc..

O Que São Fundamentos de Marketing?

Portanto, para conquistar, engajar e fidelizar clientes, uma empresa precisa do marketing. E, para desenvolvê-lo de maneira eficiente, compreender os fundamentos é o primeiro passo.

Os fundamentos são aqueles conceitos essenciais que todo profissional ou gestor deveria saber. O primeiro deles é: transformar necessidades, conscientes ou não, em desejos. Toda ação de marketing consiste nisto: trazer à consciência as necessidades dos clientes, e fazê-los desejar o produto que satisfaça essa necessidade.

Enquanto a necessidade é algo racional, o desejo é emocional. O desejo é moldado por meio de ações das marcas e empresas, através de ações de comunicação e propaganda.

Um segundo princípio diz respeito às demandas: quando a necessidade transforma-se em desejo e, em seguida, o cliente sente que precisa tomar uma AÇÃO, de busca ou compra do produto.

Demanda, portanto, é o desejo por um produto específico e a capacidade financeira e logística de comprá-lo. Os tipos de demanda são:

  • Demanda negativa: as pessoas não gostam, mas é inevitável utilizar (vacinas, por exemplo);
  • Demanda inexistente: quando o público não se interessa ou desconhece o produto;
  • Demanda latente ou reprimida: quando os consumidores possuem uma forte necessidade ou desejo por algum produto, mas não existe nenhum no mercado;
  • Demanda irregular: quando existe variações na busca no decorrer do tempo. Ocorre em produtos sazonais;
  • Demanda em declínio: quando há uma queda gradativa no consumo de algum produto;
  • Demanda plena: quando há um equilíbrio em oferta e procura;
  • Demanda excessiva: quando há muita procura, e oferta que não satisfaz a procura;
  • Demanda indesejada: busca por produtos não-saudáveis ou que devem ser desestimulados (cigarro, por exemplo).

Objetivo de Marketing

Um fundamento importante diz respeito aos objetivos de marketing. Toda estratégia de marketing começa na definição clara dos objetivos que se pretendem alcançar. Alguns objetivos são: 

  • Vender mais;
  • Fidelizar clientes;
  • Criar relacionamento;
  • Aumentar visibilidade;
  • Lançar produtos;
  • Engajamento de Clientes;
  • Crescer em lembrança de marca;
  • Educar o mercado.

4Ps do Marketing

Um outro fundamento que, de alguma maneira, todos já ouviram falar, são os 4P’s do marketing. Também conhecido como mix de marketing, está presente no básico de cursos como administração, marketing, comunicação ou publicidade.

Atualmente, algumas evoluções deste conceito aparecem, como os 8P’s. No entanto, aqui, focaremos nos quatro tradicionais:

Produto

O produto é aquilo que o consumidor pode tocar no ponto-de-venda. Em tempos digitais, também pode ser entendido como aquilo que é consumido, como informação. O produto precisa ser trabalhado pelo marketing para que, de maneira eficiente, transmita a mensagem da marca.

Atributos funcionais e emocionais, embalagem, qualidade e branding precisam ser considerados.

Preço

O preço não pode ser fruto de chute, ou ser considerado apenas um número. O preço diz muito sobre o posicionamento da marca. Ele é essencial para influenciar a percepção do cliente a respeito da qualidade e demais atributos do produto.

Basicamente, três elementos devem ser considerados no preço:

  • Lucratividade: é preciso considerar todos os custos para a produção do produto, e garantir que a empresa tenha uma margem de lucro;
  • Público: avaliar como será a percepção do público àquele preço;
  • Concorrência: considerar quais preços são praticados pela concorrência.

Além do preço oficial, é importante considerar variáveis como desconto, ações promocionais e parcelamento.

Fundamentos do Marketing: Preço

Praça

A praça se refere à distribuição do produto no mercado, ou seja, o local onde ele será disponibilizado. É essencial considerar este fator pois ele influencia diretamente na compra. Por exemplo: um e-commerce com uma quantia grande de dias para entrega tende a perder muitas vendas.

Promoção

A promoção diz respeito à comunicação, ou seja, aquelas ações que conectam marca e produto com o cliente. O mix de comunicação envolve:

  • Publicidade;
  • Relações públicas;
  • Assessoria de imprensa;
  • Marketing direto;
  • Marketing Digital;
  • Merchandising;
  • Entre outras.

Ambientes de Marketing

A análise dos ambientes de marketing é muito importante para criar estratégias certeiras. Existem dois ambientes que devem ser considerados: macroambiente e microambiente, ou seja, fatores externos e internos.

O macroambiente, ou fatores externos, são aqueles fatores que não estão sob o controle da empresa, como o cenário econômico, político, social, demográfico, cultural e naturais.

Já o microambiente, ou fatores internos, são aqueles que estão sob domínio e controle da empresa. Exemplos de fatores de microambiente são: fraquezas, forças, credibilidade da marca, qualidade dos produtos, etc. 

Estratégias de Marketing

Existem diversas estratégias de marketing que podem ser aplicadas a partir dos fundamentos. Algumas são:

  • Marketing de conteúdo: Marketing de Conteúdo é uma estratégia que foca na geração de valor através da entrega de conteúdo relevante para clientes e potenciais clientes;
  • Inbound marketing: O Inbound marketing, como o nome sugere, é o chamado marketing de atração, que utiliza conteúdos relevantes para atrair prospects e se relacionar com eles, preparando-os para o contato comercial;
  • Campanhas 360º: É chamado de campanha 360º ações que utilizam diversas mídias para uma única campanha, de modo convergente e consistente;
  • Comunicação interna: A comunicação interna é um setor dedicado a promover a interação entre uma empresa e seus colaboradores, além disso, é responsável por influenciar o crescimento do engajamento, produtividade e resultados dos funcionários e, por consequência, da organização;
  • Tráfego pago: Tráfego pago é o nome dado para estratégias pagas que buscam levar audiência qualificada para uma página na internet, a partir de anúncios em sites;
  • Marketing de Eventos: Eventos são eficazes para aumentar exposição da marca e gerar valor para potenciais clientes. Conheça o marketing de eventos.

Ferramentas de Marketing

A estratégia e os fundamentos são mais importantes que as ferramentas, porém, elas não podem ser ignoradas. Existem diversas opções no mercado para as mais diversas finalidades.

Para conhecer as principais ferramentas do mercado, clique aqui.

Gestão de Marketing: Inteligência e Agilidade

Se você é um gestor de marketing, é muito importante que sua gestão seja marcada por inteligência estratégica e, também, por agilidade, inclusive na distribuição de ativos de marketing. Para te ajudar nisso, a plataforma 21LIVE foi desenvolvida com o objetivo de ajudar gestores a saírem do básico e da desorganização.

Para fazer um teste gratuito de 30 dias, clique aqui.

Posts relacionados